Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: A Múmia


Refilmagem? Não é isso. A estreia dessa semana resgata um dos clássicos do cinema de terror: “A Múmia” (The Mummy) chega para iniciar uma nova franquia da Universal que será conhecida como Dark Universe e trará aos cinemas os monstros mais famosos e amados do mundo como Drácula e Frankenstein, só paras citar dois.

Nesta versão somos apresentados a Ahmanet (Sofia Boutella), uma princesa do antigo Egito que teve seu destino selado e lacrado – literalmente – em um sarcófago por milhares de anos, mas agora retorna para impor um reinado de terror e medo aos corações humanos. Para isso, necessitará do ex-soldado Nick Morton (Tom Cruise) para realizar seu plano de dominação.

O que ela não esperava era que um time de “defensores” da humanidade estaria em seu caminho para tentar impedir seus planos maléficos. No comando deste grupo temos o Dr. Henry Jekyll (Russell Crowe) que está magnífico no papel do médico (ou monstro?).

Temos que levar em conta que este filme não é uma continuação ou revisitação da produção de 1999, com Brendan Fraser, o que já é um ponto mais do que positivo, pois são propostas diferentes e obras excelentes dentro de seus próprios conceitos. Enquanto na trama de Fraser somos apresentados ao maligno Imhotep, que busca vingança e recuperar seu amor perdido, na de Cruise temos a enigmática e bela (mortal) Ahmanet que quer “apenas” dominar e conquistar o mundo.

A produtora acertou na obra, pois são quase duas horas de uma sucessão de aventuras, drama e suspense que cativam a atenção do espectador em todos os momentos. É uma boa pedida para diversão e entretenimento puro.

Os sustos poderiam ser maiores, mas a maquiagem e  efeitos especiais estão excelentes dentro da proposta apresentada, sem contar que um filme que tem Tom Cruise como um dos protagonistas sempre renderá muita ação, além de uma leveza de piadas e sarcasmo interligados.

Quer se divertir? Quer conhecer um grande clássico do cinema? Então veja “A Múmia” e se esqueça do mundo, pois talvez ele não esteja lá quando você voltar.

por Clóvis “Seth” Furlanetto – Editor

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=gHHxaXgrRC0[/embedyt]

Tags: