Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: As Bem Armadas


armadas_textoSandra Bullock já fez filmes de todos os gêneros, mas ficou super famosa por suas comédias e romances. Já Melissa McCarthy, prova cada vez mais que é uma ótima comediante. Junte as duas em uma comédia policial e boas risadas são garantidas.

Do mesmo diretor de “Missão Madrinha de Casamento”, Paul Feig, o longa “As Bem Amadas” lembra um pouco “Miss Simpatia”, com a diferença de que no mais recente, Sandra Bullock é uma agente especial do FBI incrivelmente certinha e Melissa McCarthy é uma oficial completamente fora dos padrões da polícia de Boston.

No enredo, Sarah Ashburn (Bullock) é obrigada a trabalhar com Shannon Mullins (McCarthy), para encontrar um gângster russo que está tirando o sossego do FBI e da polícia. Mas até que as duas comecem a trabalhar realmente uma à favor da outra leva um tempo, e muitas gargalhadas são prometidas ao público.

Durante o caso, Ashburn precisa provar para seu chefe que é capaz de ser amigável, simpática e bem quista por qualquer pessoa, para poder conseguir uma promoção no bureau. E sua prova de fogo é trabalhar justamente com Mullins, uma policial politicamente incorreta, que não tem nenhum respeito por seus superiores nem por ninguém, é “boca suja” e ainda não se importa nem um pouco com higiene pessoal.

Mas tudo muda quando os criminosos ameaçam a família de Mullins, que se torna ainda mais “durona” e superprotetora. É neste momento que a antipatia entre as duas começa a diminuir, elas começam a se aproximar mais, chegando até a dar palpites e conselhos uma na vida da outra.

Em cenas engraçadas e de muita ação, as duas passam por muitos apuros e micos até descobrirem quem realmente é o criminoso. Então, tornam-se boas parceiras, solidárias e amigas também em suas vidas pessoais.

É nítido, durante o longa, que as duas atrizes conseguem se “completar” com suas atuações. As duas estão em grande harmonia, o que deixa o filme ainda melhor. Arrisco dizer, sem medo de errar, que as duas se divertiram muito ao longo das filmagens e até se tornaram amigas na vida real.

O lançamento já teve boas críticas e agradou grande público no EUA – só na primeira semana rendeu US$ 55 milhões de dólares. Com o sucesso, pode ser que o diretor decida fazer continuações da comédia policial no futuro.

por Tabatha Antonaglia – Colunista – Especial para a CFNotícias

Tags: , ,