Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Batman – A Piada Mortal


apiada3Pela primeira vez no Brasil e no Mundo chega aos cinemas uma animação exclusiva para home vídeo. Isso mesmo: os cinéfilos terão a oportunidade única de assistir na tela grande uma das HQs mais conceituadas e prestigiadas pelos fãs do morcego: “Batman: A Piada Mortal” terá uma única apresentação no dia 25 de Julho às 20h na rede Cinemark.

A mais emblemática trama do Cavaleiro das Trevas de todos os tempos e que revolucionou o modo como as histórias em quadrinhos eram escritas, “Batman: A Piada Mortal” (no original, “Batman: The Killing Joke”), nos mostra um Coringa totalmente alucinado, louco e perverso (mais? Sim). Esta trama publicada originalmente em 1988, roteiro de Alan Moore e arte de Brian Bolland nos remete à mente insana do Príncipe Palhaço do Crime, onde somos apresentados a partes despedaçadas de uma alma tomada pela dor e desespero.

Na versão para home vídeo a fidelidade à história é impressionante. É poder assistir aos quadrinhos em movimento, e ainda somos presenteados com um acréscimo / introdução espetacular com a maravilhosa participação de Batgirl (Bárbara Gordon) e direi apenas que nossos leitores serão surpreendidos com uma situação totalmente inesperada (não contarei spoilers). Após esta introdução com muita ação com o Morcego e sua fiel parceira, entramos na trama tão esperada. Para a felicidade geral dos fãs a versão será legendada mantendo as vozes originais de Kevin Conroy como Batman, e de Mark Hamill (o Luke Skywalker da saga Star Wars) como o Coringa

Dentre todos os vilões da galeria do Batman, o palhaço é o seu pior antagonista. Sem poderes especiais, totalmente louco e de uma perversidade diabólica ele não tem um objetivo definido como outros caras maus. E como combater alguém assim? Impossível? Talvez, mas o Cavaleiro das Trevas ainda acredita na redenção do maníaco. Enquanto isso as mortes se avolumam nas ruas de Gotham.

A Warner Bros. Animation e DC Entertainment têm acertado muito no lançamento de animações inspiradas nas histórias do Homem-Morcego. Temos os exemplos mais recentes: “Batman Ano Um” (2011) e o “Cavaleiro das Trevas” Parte 1 e 2 (2012) que são as tramas básicas e importantes para quem deseja começar a se aprofundar na psique do herói mais sombrio dos quadrinhos.

Não perca esta oportunidade única. Vá ao cinema e compre o DVD/Blu-ray no lançamento valerá a pena: eu juro pelo Batman.

Clóvis Furlanetto – editor CFNotícias

Tags: