Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Bumblebee


Chega aos cinemas a aventura solo de Bumblebee, um dos Transformers mais carismáticos e queridos da franquia de sucesso iniciada em 2007. Um presentão neste dia de Natal que promete muita diversão para toda família.

Não tem erro ao se fazer um filme com a temática com robôs gigantes lutando contra o mal para salvar nosso pequeno planeta azul no fim da galáxia, especialmente quando falamos de Transformes que povoam a nossa imaginação desde os idos anos 1980 e é nessa época que se passa a grande aventura de Bumblebee.

Em minha opinião, os estúdios de cinema descobriram um novo filão para os filmes ao ambientar suas tramas na década mais saudosista de todas: os anos 1980. Foi uma época de grandes músicas, filmes clássicos e uma moda que permanece até hoje (jeans e camisetas ainda são utilizados, claro que outras tendências exageradas, mas nada pior do que alguns modismos que vemos na atualidade.

O que encontraremos neste longa que o torna diferente dos demais? Em primeiro lugar, o foco é apenas em Bumblebee – temos a presença de Optimus Prime e Autobots apenas de passagem, e claro, a perseguição clássica dos Decepticons, mas sem o vilão Megatron (isso não é spoiler). Depois somos apresentados ao Bee em sua raiz como um fusca amarelo, em um sensacional resgate de uma época que marcou vidas (pelo menos a minha, eu garanto).

A ambientação está maravilhosa, temos a nítida sensação de estarmos em 1987 e os atores e atrizes parecem ter saído de um álbum de fotografias antigas. Roupas, móveis e adereços foram cuidadosamente colocados em seus devidos lugares, não há nada que nos remeta à alta tecnologia, a não ser o próprio Bumblebee.

A trama está bem fundamentada e organizada em seus diálogos e ação. Temos aquela clássica e triste constatação que a humanidade não está pronta para ter contato com seres de outros planetas, pois Bumblebee é caçado como uma ameaça pelos humanos enquanto tenta salvar o planeta.

É uma grande crítica social de como apenas poucas pessoas são realmente boas e dispostas a correrem riscos pelo seu próximo, enquanto outros seguem seus instintos egoístas e tentam salvar suas vidas ao custo de outras.

Com uma narrativa divertida e leve, Bumblebee é uma das maiores surpresas do ano. Então tire seu Autobot ou Decepticon da garagem e tenha uma grande aventura.

por Clóvis Furlanetto – Editor Prime

Tags: