Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Cegonhas – A História Que Não Te Contaram


Cena de Cegonhas

A missão de uma animação nos dias atuais não é apenas entreter o público infantil, mas também trazer algo a mais, ou seja, um ponto que provoque reflexão e um conteúdo relevante para os adultos. Para sacar isso, basta assistir “Zootopia: Essa Cidade é o Bicho” e “Divertida Mente” (só para citar os mais recentes).

Pensando nesse aspecto, “Cegonhas: A História Que Não Te Contaram” consegue mescla bem esses elementos. É verdade que o longa dirigido por Nicholas Stoller e Doug Sweetland não traz temas tão profundos como os concorrentes, mas desperta debates interessantes ao discutir a diferença entre as pessoas, além de também arrancar boas risadas.

Alegre e colorido, o filme conquista o público com sua ingenuidade e linguagem lúdica na hora de contar o mito das cegonhas e os bebês. Na história, podemos ver as aves que desistiram de entregar bebês e passaram a distribuir encomendas de uma loja virtual. Nesse contexto, temos Junior, uma cegonha que deseja ser o chefe da tal companhia.

Só que para isso acontecer, ele precisa demitir Tulipa, uma humana que não foi entregue para a sua família. Depois de ser deslocada para o departamento de correspondência, a jovem recebe a carta de um garotinho que pede um irmãozinho. Após ativar a máquina de bebês, a garota faz com que Junior vá com ela entregar a criança para os pais verdadeiros.

O mais interessante no longa é perceber que todos os personagens (até os coadjuvantes) estão bem entrosados com a trama. Todos têm seus arcos bem construídos e objetivos bem claro. Destaque para o grupo de lobos, que persegue os protagonistas. Sem dúvida, essa alcateia atrapalhada é a dona das melhores piadas da trama.

É por essas e outras virtudes que “Cegonhas: A História Que Não Te Contaram” consegue destacar sua simplicidade e seu otimismo. Despretensioso e bem construído, o filme cumpre sua missão de entreter todo tipo de público, ou seja, diverte quem assiste e deixa sua mensagem de forma objetiva.

Por Pedro Tritto – Colunista CFNotícias

Tags: ,