Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Infidelidade


“Infidelidade” (An Affair to Die For) é uma produção de suspense ítalo-espanhola dirigida por Victor García e filmada em inglês.

Na trama, a bem sucedida professora Holly (Claire Forlani) encontra seu amante Everett (Jake Abel) em uma suíte de luxo em Aspen, Colorado. Ambos são casados e quando a infidelidade dos dois é descoberta por Russel (Titus Welliver), marido de Holly, o que deveria ser um fim de semana romântico se torna um jogo psicológico pela sobrevivência cada vez mais perigoso.

O filme constrói, então, uma dinâmica interessante: Russel sequestrou a família de Everett e ameaça assassiná-los caso ele deixe que Holly saia do quarto. Ao mesmo tempo, Russel liga para a esposa e diz que o amante dela é um homem perigoso e que ela precisa fugir do quarto de hotel o mais rápido possível, pois está correndo sérios riscos.

Instaura-se então um clima de paranoia e desconfiança entre a mulher – que passa a temer e querer fugir do amante em quem já não confia -, e Everett que, para salvar sua família precisa manter Holly no quarto a qualquer custo.

O clima de tensão aumenta gradativamente ao longo da história e mantém o espectador interessado, ainda que não tenha um roteiro muito elaborado ou personagens profundos.

Filmada em praticamente apenas um ambiente, a suíte do hotel, a obra conta com muitos diálogos que, mesmo que por vezes não sejam tão bem escritos, conseguem dar bom ritmo à narrativa. Com apenas 82 minutos e, por mais que a parte final pareça um pouco acelerada, o longa fez uma boa escolha em não se estender mais do que o necessário.

O roteiro tem uma boa dose de plot twists como os títulos do gênero, e consegue abordar bem o jogo de sobrevivência de Holly e Everett, enquanto os personagens precisam manter a calma para permanecerem vivos. As atuações da dupla principal são medianas, porém satisfatórias, mas a atuação de Titus Welliver como um marido traído em busca de vingança e que precisa ser temido é realmente convincente.

O plot twist final pode ser um pouco decepcionante para alguns, mas amarra as pontas principais e não chega a tornar a experiência negativa. “Infidelidade” é interessante para quem gosta de suspense.

por Isabella Mendes – especial para CFNotícias

*Título assistido via streaming, a convite da A2 Filmes.