Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Jumanji: Próxima Fase


Chega aos cinemas a sequência do filme de 2017, “Jumanji: Bem-Vindo à Selva”, com um nome bem sugestivo aos fãs de games de todo o mundo: “Jumanji: Próxima Fase” (Jumanji: Next Level) promete muita ação e aventura. Além, de ótimas piadas e interpretações que me surpreenderam.

Seguindo a mesma linha de seu antecessor, esta nova produção nos mostra o que ocorreu nas vidas dos personagens Spencer (Alex Wolff), Martha (Karen Gillan) e Fridge (Jack Black). Spencer desiludido com sua atual situação decide tentar voltar a Jumanji sem avisar ninguém, mas ao perceberem o desaparecimento do rapaz, os seus amigos decidem ir salvá-lo.

Só que algo dá muito errado, pois, além deles, o jogo também recruta Eddie (Danny DeVito) – o avó de Spencer e o amigo dele, Millo (Danny Glover), que são dois simpáticos idosos que caem na aventura sem entender nada. O que muda é que o avatar mais poderoso interpretado por Dwayne Johnson é agora de Eddie, que acha maravilhoso ser jovem novamente. Daí para frente é só aventura, ação e confusão para chegarem ao final da partida.

O “Jumanji” original de 1995 é um clássico e trabalhava a aventura em nosso mundo e com um jogo de tabuleiro. Na nova versão  – que não tentou fazer um remake, mas algo totalmente novo – temos a transição do analógico para o digital com a transformação para um vídeo-game e transportando a aventura para o mundo de Jumanji o que foi um deleite para o fãs que queriam conhecer o outro lado.

Quando citei as interpretações, temos a oportunidade de ver em ação novamente dois ícones sagrados do cinema mundial: Danny DeVito e Danny Glover, que mesmo tendo papéis menores, são imbatíveis em suas cenas que são apenas no mundo real, pois no universo de Jumanji eles são representados pelos avatares. Neste ponto, tenho que citar a maravilhosa interpretação da talentosa Awakwafina, como a avatar Ming que faz o papel de Spencer e Eddie e faz tão bem que temos  a sensação de ver um Danny DeVito asiático na tela.

As cenas de ação são maravilhosamente coreografadas e perfeitas. E os efeitos especiais nos transportam para um mundo mágico com personagens incríveis que parecem sair da tela para nos pegar.

Contar mais é estragar a surpresa. Por este motivo pegue sua melhor mochila, coloque seus equipamentos de ação e corra aos cinemas para uma grande e incrível aventura.

por Clóvis Furlanetto – Editor

*Filme assistido durante Cabine de Imprensa promovida pela Sony Pictures Brasil.

Tags: