Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: “Kingsman – Serviço Secreto”


kings2Uma nova equipe de agentes chega ao cinema, com direito a vilões muito malvados, armas secretas e elaboradas, glamour britânico e histórias intrigantes. “Kingsman – Serviço Secreto” tem um bom roteiro e veio para suprir a carência de quem gosta de personagens como James Bond, Agente 86 e tantos outros que já não são vistos há algum tempo nas telonas.

O longa conta a história de Eggsy ( Taron Ergeton), jovem rebelde que perdeu o pai ainda quando criança. Ele não tem muitos caminhos ligados ao sucesso, sua vida anda conturbada e direcionada para um futuro criminoso. Porém, o agente Harry ( Colin Firth), que era grande amigo do pai do menino, resolve tentar recrutar o garoto para a equipe de serviço secreto Kingsman.

Entre as classificatórias para ver quem será o novo Kingsman e a missão que os agentes veteranos enfrentam, o longa vai se desenrolando em seus 129 minutos, que por sinal parecem voar – Matthew Vaughn está de parabéns no que se trata de prender a atenção do público.

O mais legal é que o roteiro se propõe a fazer um longa de agente secreto e faz isso absurdamente bem – a trama é bem humorada, divertida, cheia de ação, envolvente e deixa o espectador com uma sensação de satisfação.  Uma característica bem forte do filme é que o diretor se preocupa em fazer graça com o tema, sempre relacionar piadas a outros agentes consagrados das telonas, ele brinca com o assunto  e essa ideia dá muito certo.

No início, pode-se notar que o roteiro está preocupado em mostrar fatos, o espectador é bombardeado por muitos acontecimentos. Depois passa a inserir os personagens que por sinal são bem elaborados, são emotivos, corajosos, amorosos, dedicados, carismáticos e cheios de caráter. São do tipo que agradam e conquistam o público que torce por eles sempre. Eggsy é o novato que todos amam logo de cara.

Os vilões são muito bons, Samuel L. Jackson interpreta Valentine, um cara muito excêntrico e maluco que é capaz de ser engraçado, malvado e frágil. Um personagem que contribui muito para o sucesso do enredo.

Quem for ao cinema não vai se arrepender, se a intenção é se divertir, o filme vai cumprir bem sua missão. Um longa contemporâneo sobre  serviços secretos. Vale a pena conferir!

por Tatiane Teixeira – Especial para  CFNotícias

Tags: