Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Moana – Um Mar de Aventuras


 

null

O mês de janeiro começou muito bem com um estreia para lá de animada: Moana – Um Mar de Aventuras” (Moana) é a nova aposta da Disney para esquentar o verão brasileiro (que com certeza será muito quente!).

Antes de qualquer coisa é importante destacar que esta animação não deve ser comparada com outras produções dos estúdios de Walt Disney como “Frozen: Uma Aventura Congelante” (2013) ou “Zootopia: Essa Cidade é o Bicho” (2016), pois são histórias totalmente diferentes e uma não pode ser considerada melhor que a outra já que cada uma trata de um assunto diferente. Digo isso para ilustrar algumas frases soltas que já ouvi por aí sobre este tipo de comparação.

Agora que as devidas informações foram passadas vamos ao que interessa: Moana é uma adolescente polinésia de 16 anos que vive com sua família em uma paradisíaca ilha no Oceano Pacífico, mas ela quer mais – deseja viajar pelos mares e conhecer outros lugares, infelizmente seu pai – o chefe da tribo – proíbe que todos saíam da segurança das águas que cercam sua terra. Quando um terrível mal ameaça a tranquilidade da pacata vida dos habitantes do povoado, Moana não pensa duas vezes e parte em busca de uma solução pelo oceano desconhecido.

Nesta viagem terá a ajuda de um semideus (um pouco fora dos padrões) conhecido por Maui que a ajudará a desvendar o grande mistério e lutará ao seu lado para não permitir o fim de seu povo.

Temos aqui um novo tipo de heroína, sem o luxo e a pompa das tradicionais princesas da Disney, ela lembra  a vivacidade e independência da princesa Merida da animação “Valente” (2012) ou Fa Mulan de “Mulan” (1998) – este tipo de comparação é válida, pois destaca aspectos que podem ajudar a posicionar o espectador na trama – Moana vive na natureza e tira seu sustento dela, busca uma vida simples e plena, mas luta por seus ideais. Mesmo contrariando o pai parte rumo ao desconhecido e resgata em nós aquele espírito aventureiro que está adormecido.

Roteiro empolgante, traços marcantes e narrativa espetacular e sem ser cansativa. Estes elementos tornam Moana – Um Mar de Aventuras uma grande opção para você e sua família neste início de ano.

Então pegue sua canoa e reme ao cinema mais próximo ou perderá uma grande aventura.

por Clóvis Furlanetto – Editor

Tags: ,