Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: NCIS (Segunda Temporada)


Quem gosta de séries policiais, certamente já ouviu falar de NCIS, que trata sobre um grupo de investigadores que desvendam crimes relacionados a marinha norte-americana. Bem instigante e emocionante, o seriado começou em 2003 e hoje está em sua temporada de número 18.

Neste texto, vamos falar especificamente do segundo ano, que estreou em 28 de setembro de 2004 e terminou em 24 de maio de 2005. Infelizmente, os fãs de Ziva David (sim, uma das melhores personagens!) vão ter que aguentar um pouquinho, já que ela ainda não faz parte da vida do agente especial Gibbs (Mark Harmon) e sua trupe. Calma, que falaremos muito dela mais para frente!

Logo no primeiro episódio, com o título de “O que os olhos não veem”, já temos uma história forte, em que a esposa e a filhinha cega de um capitão são sequestradas. Enquanto isso, ele é feito de refém no próprio escritório e para se salvar pede a ajuda dos protagonistas.

Com um final surpreendente, essa história nos prepara para a tensão que vemos ao longo dos 23 episódios. Tensão essa que se intensifica ainda mais na reta final, com o retorno do terrorista Ari Haswari (Rudolph Martin), que fez Ducky e seu assistente de refém na primeira temporada.

Uma boa notícia dessa sequência é a inclusão de Timothy McGee (Sean Murray) ao time principal de detetives, que além do chefão com cabelo grisalho, conta com Tony DiNozzo (Michael Weatherly), Caitlin Todd (Sacha Alexander), Abbs (Pauley Perrette) e Ducky (David McCallum). Que ótimo reforço! Aqui, começamos a conhecer melhor o “Novato” e suas habilidades com tecnologia, algo que ajuda (e muito!) na resolução de vários casos complexos.

Outro fator que faz a segunda temporada ser marcante é seu último episódio, chamado “Crepúsculo” (não, não tem nada a ver com a saga de Bella e Edward). Nele, temos um desfecho forte e chocante. Infelizmente não posso dar mais detalhes, mas confesso que fui pego de surpresa ao acompanhar as cenas finais. Prepare-se!

Se na temporada de estreia houveram testes dos roteiristas para ver o que dá certo e o que não dá, agora a coisa já dá uma encorpada, tanto que vemos os investigadores mais entrosados e casos mais interessantes. No entanto, ao terminar de assistir, notamos ainda alguns episódios irregulares, o que dá a inevitável a sensação de que a jornada dos protagonistas pode ser bem mais desenvolvida. Sem dúvida, é o que acontece nos anos seguintes.

Guia de episódios:

1 – O que os olhos não veem

2 – O guia da boa esposa

3 – Desaparecido

4 – Tem. Fulana de Tal

5 – Quintal de ossos

6 – Licença terminal

7 – Pedido de silêncio

8 – Desengano amoroso

9 – Entrada forçada

10 – Acorrentado

11 – Água Negra

12 – Espelho

13 – Quebra-cabeça de carne

14 – Testemunha

15 – Filmando

16 – Mundo pop

17 – Olho por olho

18 – Concurso de biquíni

19 – Teoria da conspiração

20 – Célula vermelha

21 – Herói da cidade

22 – Selado com um beijo

23 – Crepúsculo

por Pedro Tritto – Colunista CFNotícias