Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Perfeita É A Mãe


Cena de Bad Moms

Sem dúvida, esse é o momento das mulheres serem as principais estrelas do cinema. Para quem duvida, basta ver o novo “Caça-Fantasmas”, que traz ótimas atrizes para reascender a franquia, “Star Wars: O Despertar da Força”, com Daisy Ridley comandando as ações como Rey, e “Mulher-Maravilha”, que estreia em 2017 com a promessa de revitalizar os filmes de super-heróis.

Outro exemplo de um bom filme protagonizado por mulheres é “Perfeita É A Mãe”, comédia com que conta a história de três moças com a vontade de chutar o balde e esquecer suas obrigações. A direção é de Jon Lucas e Scott Moore, os mesmos roteiristas da trilogia “Se Beber, Não Case”.

E realmente o destaque maior do filme é o trio principal. Mila Kunis (Ted), Kristen Bell (Ressaca de Amor) e Kathryn Hahn (Família do Bagulho) entregam ao público boas piadas e uma mensagem pertinente, principalmente para quem é mãe e sofre com as mesmas dificuldades mostradas pelas suas personagens.

Na história, Amy Mitchell (Kunis) é mãe de dois filhos e ainda tem um marido preguiçoso que não ajuda nas tarefas do dia a dia. Diariamente, ela luta para conseguir manter suas responsabilidades com as crianças, com o seu emprego e com a associação da escola.

Tudo começa a mudar quando ela descobre que seu esposo arranjou outra. Depois de um dia em que tudo dá errado, a moça chuta o balde de vez e se une às amigas Kiki (Bell) e Carla (Hahn) para caírem na gandaia e tirar umas férias das obrigações diárias. A partir daí, a rígida diretora do conselho de mães do colégio, Gwendoline (Christina Apple), percebe que algo está errado e passa a armar contra o trio, tudo para manter o comando entre os pais dos alunos.

Mesmo com todos os ingredientes para se tornar mais um besteirol, o longa consegue se manter firme do início ao fim. Entre os momentos mais engraçados da trama, está uma festa em que Amy dá em sua casa para os pais das colegas de sua filha com o objetivo de conquistar votos e se tornar a presidente do conselho de pais.

Claro que não estamos falando da melhor comédia de todos os tempos, mas “Perfeita É A Mãe” sabe conversar com o seu público alvo, o que é o mais importante nesse momento. Além disso, o longa tenta quebrar alguns clichês do gênero, ou seja, é diversão garantida para quem quer boas risadas nos cinema.

Por Pedro Tritto – Colunista CFNotícias

Tags: ,