Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: The Mandalorian – Segunda Temporada


Vou ser direto: a força é poderosa em “The Mandalorian”! A série live action de Star Wars, disponível no Disney Plus, não só supera de longe a nova trilogia da saga, iniciada com “O Despertar da Força”, mas também traz elementos que enriquecem o universo criado por George Lucas.

Desde o seu episódio piloto, lançado em novembro de 2019, já somos conquistados com os dilemas de Din Djarin (Pedro Pascal), um caçador de recompensa que acaba achando uma criaturinha verde e simpática (sim estou falando do Baby Yoda) durante uma de suas missões e acaba se envolvendo em perigosos conflitos para livrar a sua pele.

Agora na segunda temporada, o protagonista se mete em outras aventuras ainda mais tenebrosas, tudo para salvar a vida de seu amiguinho. No meio de tudo isso, temos personalidades ilustres, como Bo-Katan Kryze (Katee Sackhoff), introduzida nas animações “Guerras Clônicas” e “Rebels”, e Ahsoka Tano (Rosario Dawson), a jovem padawan (aprendiz para os leigos) de Anakin Skywalker, também de “Guerras Clônicas”.

Aliás, o capítulo em que a jedi aparece é um dos pontos altos da segunda temporada, pois Dawson consegue de forma impecável trazer as nuances de uma personagem bem mais madura e poderosa em relação ao desenho animado. E a boa notícia é que as surpresas não param por aí, já que há algumas presenças que vão fazer com que o coração do fã da franquia exploda de emoção.

Desde que a Disney comprou a LucasFilm, em 2012, infelizmente não tivemos tantos acertos nos últimos longas. Com todo respeito, mas os episódios 7,8 e 9, além de “Han Solo – Uma História Star Wars”, deixam muito a desejar. Apenas o spin-off  “Rogue One: Uma História Star Wars” consegue se destacar.

Mas e “The Mandalorian”? Esse é um acerto dessa nova era, e dos grandes! E não é exagero dizer isso, afinal de contas, estamos falando de uma produção que realmente capta o espírito de Star Wars. E mais, ela apresenta uma faceta inédita desse estendido universo, trazendo mais do cotidiano de um caçador de recompensa, uma figura que ficou marcada na trilogia original com Boba Fett.

Não vou me alongar mais. Se você é fã de Star Wars, assim que acabar de ler esse texto corra para a TV mais próxima e vá assistir a “The Mandalorian”. Se não conhece tanto do universo, o que está esperando para começar? Não sabe o que está perdendo.

por Pedro Tritto – Colunista CFNotícias