Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: The Post – A Guerra Secreta


 

Uma coisa é certa: Steven Spielberg, além de contar ótimas histórias de aventura e fantasia de forma empolgante, também sabe transmitir fatos reais marcantes com emoção.

Para tirar a prova, basta ver “O Resgate do Soldado Ryan”, “Pontes dos Espiões” e seu mais novo filme, “The Post: A Guerra Secreta”.

Sim, o drama jornalístico que conta os bastidores da publicação do jornal Washington Post sobre documentos secretos que comprometia a posição do governo do então presidente Richard Nixon em relação a Guerra do Vietnã é, sem sombra de dúvidas, envolvente, tenso e emocionante.

E o longa tem todas essas qualidades muito por causa da união de Tom Hanks (Inferno) e Meryl Streep (Caminhos da Floresta). Sem exagero, eles formam uma dupla dinâmica tão poderosa quanto Batman e Robin. E mais, para quem gosta de futebol, como esse que vos escreve, a sensação de ver esses gigantes de Hollywood lado a lado é a mesma do que ver Zidane e Ronaldo ou Cristiano Ronaldo e Messi atuando juntos.

E logo na primeira cena dos dois juntos já vemos que ambos não estão para brincadeira. Nela, Hanks, que vive o editor-chefe do Post, Ben Bradlee, nega na cara dura um pedido de Streep (simplesmente a dona do jornal, Kat Grahan), de levar determinada repórter para cobrir o casamento da filha do presidente. “Não se meta no meu trabalho”, dispara o editor.

Na história, os protagonistas acabam recebendo documentos secretos que revelam a verdadeira posição do governo norte-americano em relação a Guerra do Vietnã. No caso, os governantes descobrem que o conflito está praticamente perdido e, para não afetar a imagem do país, eles continuam mandando tropas para a Ásia, ou seja, milhares de jovens continuam morrendo, esposas perdem seus maridos, mães perdem seus filhos e por aí vai.

Sabendo de todo esse cenário, Bradlee começam a enfrentar o Pentágono e a forte concorrência do famoso New York Times para publicar a bombástica verdade. No entanto, a cada passo dado na investigação, eles começam a encarar uma série de obstáculos éticos e legislativos que colocam em xeque a relação entre os dois e a reputação do jornal perante a sociedade.

Assim como “Spotlight – Segredos Revelados”, “Todos Os Homens do Presidente” e “O Informante”, “The Post – A Guerra Secreta” é um dos melhores filmes sobre jornalismo de todos os tempos. Mesmo o longa não sendo tão criativo (o final é previsível e já está nos livros de história), ele tem um roteiro bem coeso, com boas doses de suspense e questionamentos importantes que qualquer profissional de comunicação deve fazer. Valeu Sr. Spielberg por mais esse grande filme! Partiu, cinema!

Por Pedro Tritto – Colunista CFNotícias

Tags: , , ,