Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Turbo


turbo_texto1Chega aos cinemas, em velocidade máxima, a animação Turbo e como o próprio nome diz promete muita velocidade e aventura com a emocionante história de vida do pequeno herói que leva o nome da produção, mas não estou falando de uma aventura com pilotos apenas humanos competindo pelo prêmio principal e sim de um bravo e corajoso caracol que tem um grande sonho: competir nas pistas de Indianápolis  contra o campeão mundial Guy Gagné.

Pode parecer absurdo esse desejo de Turbo em enfrentar carros de corrida de verdade e vencer uma prova de automobilismo, inclusive li  alguns comentários citando que o filme é simples, sem um roteiro inovador e com uma trama fraca. Pessoal  vamos colocar os pés no chão, pois estamos diante de um filme feito para agradar ao público infantil  (eu ainda acho que as animações de hoje agradam mais aos adultos) e não um candidato ao Oscar de melhor qualquer coisa (claro que há categorias que ele pode competir na premiação). A primeira coisa a ser analisada é se é uma produção que cumpre o seu papel de divertir – a resposta é sim.

A amarração do roteiro segue uma lógica impecável e em um mundo ficcional nada fica sem sentido. O caracol sonhador trabalha em um quintal com seus amigos de conchas, coletando e separando tomates, mas sempre desejou algo mais para sua vida. Temos uma crítica ao nosso próprio modo de vida, muitas pessoas nesse mundo acomodaram-se de tal forma que qualquer coisa está boa, seja no trabalho ou na vida pessoal, a proposta de Turbo é “provar que nenhum sonho é grande demais e nenhum sonhador pequeno demais”.

Neste contexto Turbo por obra do destino ganha “poderes” especiais que permitem que seja o caracol mais rápido do mundo e com a ajuda de amigos (humanos) especiais vai em busca de seu sonho e descobre que a estrada para conquistas seus objetivos é cheia de obstáculos, pista molhada, decepções e muita perseverança.

Os criadores de Madagascar e Kung Fu Panda conseguiram produzir uma obra que merece ser vista e aprofundada em nossos corações e mentes. E fica a pergunta: até onde você iria para realizar  seus sonhos?

Você pode começar indo ao cinema e assistindo Turbo com o coração e mente aberta para uma aventura sem limite de velocidade.

por Clóvis Furlanetto – Editor CFNotícias

 

 

 

Tags: , , , , ,