Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Ultraman Geed – O Filme


Em época de quarentena e sem condições de acompanharmos os lançamentos do cinema na tela grande, empresas estão disponibilizando opções para que nós, cinéfilos, não fiquemos sem nossos desejados lançamentos. “Ultraman Geed – O Filme” é um dos títulos que tem estreia hoje na plataforma Cinema Virtual.

É o retorno de um dos mais icônicos heróis japoneses (e meu) com uma roupagem totalmente nova, moderna e digital. Para quem ainda não sabe quem é Ultraman (por favor!): a série surgiu no Japão em 1966 e narra os feitos de um alienígena que veio de uma galáxia conhecida como M-78 e persegue um perigoso monstro que veio para a Terra e acabou ficando por aqui para reparar um erro ao matar acidentalmente o oficial Hayata. E unindo sua força vital a do humano, eles defendem o planeta das forças do mal.

Em “Ultraman Geed – O Filme”, temos um novo personagem que carrega o bastão do herói alienígena e tenta manter a mesma narrativa da série da década de 1960 com muitos efeitos visuais, exageros nos gestos e muito humor. Uma coisa que mantiveram e que achei sensacional foi a visão da cidade enquanto ocorrem as lutas: são maquetes que você percebe que são maquetes, pois há muitos efeitos visuais que não tínhamos no passado, mas mesmo a roupa de Geed e de outros guerreiros Ultra estão com a especiais “dobrinhas” no corpo – perfeito.

A trama narra a tentativa de destruição do planeta Terra pelo super cérebro artificial (computador) Gillvalis que busca um artefato conhecido como Aço Vermelho por ser o único objeto em todos os multiversos conhecidos que poderia destruir seus planos. Só que ele não contava com a interferência da equipe Ultraman: Geed, Orb e Zero, mas também temos a participação especial em diversas cenas fora do planeta da família Ultra e, inclusive, temos como ver o Ultra Seven em pessoa (surtei na hora).

Desculpem a empolgação, mas cresci com as aventuras deste herói e poder ver uma nova produção moderna foi uma coisa incrível. Quem assistiu a essa série sabe do que estou falando. E você que é iniciante poderá acompanhar esta aventura e perceber o motivo de meus sentimentos de euforia. Mas, alerto que possivelmente alguns fãs “mais raiz” poderão não gostar tanto assim, pois é uma história diferente das que estamos acostumados na televisão. Foi modernizada e os personagens são mais jovens e imaturos dos que os que vemos nas aventuras passadas.

A impressão que tive é que a obra também segue uma sequência de game, ou seja, não será surpresa se lançarem um jogo do filme ou baseado no mesmo. Outra inovação que trouxeram foi a de que podemos “ver” como o herói principal, depois de transformado em Ultraman, interage “dentro” do personagem. É como se ele estivesse em outra dimensão e comanda a luta no nosso mundo.

Decidi não nomear os atores e atrizes, pois quero que a surpresa dessas novas estrelas seja na hora de você acompanhar a produção. É importante salientar que se alguém não está acostumado com a narrativa japonesa de filmes de ação poderá ficar um pouco confuso ou perdido, mas não se preocupem logo se acostumam.

Em minha opinião, vale muito a pena você ver este filme, pois será diversão garantida.

por Clóvis Furlanetto – Ultra Editor

*Título assistido via streaming, a convite da Elite Filmes.