Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

Crítica: Zootopia – Essa Cidade é o Bicho


Cena engraçada de Zootopia: Essa Cidade é o Bicho

Não é de hoje que desenhos animados têm um papel muito maior do que apenas entreter o público infantil. Atualmente, é preciso debater, educar e, claro, divertir. Para se ter ideia, um ótimo filme pode formar a opinião das pessoas sobre qualquer assunto. E “Zootopia: Essa Cidade é o Bicho” acerta em cheio em todos esses aspectos.

Bem divertido, alegre e cativante, a nova animação da Disney se mostra inteligente do início ao fim, pois aborda temas sérios (preconceito e diferenças sociais são algum deles) com simplicidade e otimismo. Além disso, o longa traz ótimas piadas sobre situações comuns do dia a dia das pessoas.

Sem dúvida, a cena da preguiça Flecha atendendo os protagonistas Nick e Judy (mostrada em um dos trailers) é um ótimo exemplo, já que é um dos momentos mais engraçados do filme e diz muito sobre o presente. E a boa notícia é que as virtudes do longa não param por aí. Lúdico e colorido, há também uma trama policial divertida, com boas doses de mistérios que deixa as coisas ainda mais envolvente.

A história gira em torno de Judy Hopps, uma coelha que tem o sonho de se tornar policial em Zootopia. Chegando lá, ela encontra várias dificuldades e enfrenta a desconfiança de todos. As coisas mudam quando a protagonista aceita investigar o desaparecimento de um dos habitantes da cidade. Para isso, ela conta com a ajuda de Nick Wilde, uma raposa que tira proveito de tudo.

No primeiro momento, a trajetória de coelhinha Judy é igual a de vários personagens do cinema, pois não foge dos dramas convencionais dos heróis que necessitam provar o seu valor. No entanto, o filme vai mais além disso e não fica preso somente a passar uma lição que já foi passada várias vezes.

A análise aqui é mais profunda. Ao mostrar a protagonista precisando encarar os próprios medos e preconceitos na hora de proteger os animais, “Zootopia: Essa Cidade é o Bicho” é capaz de formar opinião e mais: mostra como uma cidade pode unir ou separar seus moradores. É conteúdo e diversão garantida. Por isso, corra para o cinema após ler esse texto e dê muitas gargalhadas!

por Pedro Tritto – Colunista CFNotícias

Tags: