Go to ...
CFNotícias on YouTubeRSS Feed

V&R Editora lança livro “Imagine” baseado na música de John Lennon


A jornada de uma pomba disseminando mensagens de paz para outros tantos pássaros é o mote da história que fala de tolerância, fraternidade e atitudes para um mundo melhor, levando a letra da canção composta por John Lennon às crianças.

Por meio de ilustrações cedidas pelo francês Jean Jullien, alusivas às frases da música composta em 1971 (letra da qual Yoko Ono Lennon, viúva do músico, foi declarada coautora), o pombo convida outros pássaros a imaginar um mundo com igualdade entre os povos. Como parte de uma campanha global, o lançamento no Brasil é pela V&R Editoras.

Por aqui, “Imagine” tem a participação da escritora Marina Colasanti, poetisa que completa 80 anos e que traduziu a versão brasileira como parte das celebrações de seu aniversário. Por ocasião do Dia Internacional da Paz, comemorado em 21 de setembro, houve o lançamento mundial do projeto idealizado por Yoko Ono Lennon, um modo de perpetuar o propósito pacificador do ex-Beatle.

Em parceria exclusiva, “Imagine” se tornou oficialmente o hino da Anistia Internacional, entidade escolhida por Yoko para receber os direitos autorais da obra. “Todos nós queremos ser felizes e nos sentir seguros. E todos podemos fazer nossa parte para tornar o mundo um lugar melhor. Devemos sempre trazer amor no coração e cuidar um do outro. Devemos sempre compartilhar o que temos e defender aqueles que não recebem tratamento justo”, declara Yoko Ono Lennon no prefácio.

No livro infantil, uma pomba urbana, e não aquela tradicional, branquinha e pouco comum, Imagine, compartilha sua mensagem de paz e contagia outras espécies com lições de boas condutas em benefício de todos. São cenas retratando situações comuns, em que a pomba leva ramos de oliveira por vários ambientes e sempre reverte em comunhão de ideias.

E nas mãos dos pequenos leitores, Imagine, o livro, tem a missão de incutir o lema de Lennon na formação de novas pessoas, na busca de tornar o mundo “verdadeiramente como um só”.

da Redação CFNotícias